Pastoral | A vocação de ser feliz



Qual a diferença entre o sol e uma pessoa que ama o que faz? A resposta é geralmente a mesma. Não há muita diferença, pois ambos nasceram para brilhar. A vocação é mais ou menos isso. Engraçado que quando falamos de vocação tendemos a imaginar somente a vocação de um homem para ser padre ou de uma mulher para ser freira, e nos esquecemos das demais vocações como família e trabalho. Ser vocacionado não significa ser bom em tudo o que se propõe a fazer até porque errar é humano, ser vocacionado é, sobretudo, amar o que se faz e amando o que se faz a chance de se realizar um trabalho perfeito é bem grande.

Nossa vocação é brincar. Brincar é a primeira vocação e a primeira vocação de uma criança. Um conselho as crianças, vivam bastante sua infância não tenham pressa de crescer, porque quando terminar a fase infantil da vida você poderá dizer com orgulho que você verdadeiramente amou sua infância! Por isso não deixe de brincar!

Nossa vocação é a família. Independentemente da escolha que se faça seja pela vida matrimonial, religiosa ou até mesmo por nenhuma das duas, somos todos chamados a viver em família, na qual Deus em sua infinita bondade nos concedeu. Seja família de sangue ou família de amigos, todos nós possuímos essa vocação, até porque o homem foi criado justamente para não viver sozinho. Valorize a família que Deus lhe deu não tenha medo de dizer que ama alguém que você realmente leva no coração. Sua família sempre será o seu pilar e os amigos serão seu chão, o que não significa que você poderá pisar neles, mas sim eles te ajudarão na caminhada par que não tropece e se tropeçar serão os primeiros a estender a mão para que você se levante.

Parafraseando Santa Terezinha do Menino Jesus “Nossa vocação é o amor!”. Amar é uma dádiva que nos é ofertado para que tenhamos um gostinho de Céu já aqui na terra. Quantas e quantas vezes temos a mania de pegar nosso coração e colocá-lo em um cofre pra que evitemos sofrer, e fazendo dessa forma tiramos a nossa capacidade de ser feliz. Um coração preso em um lugar fechado acumula poeira e vai com o tempo petrificando lembre-se disso. Portanto tire o seu coração do cofre e permita-se! Permita-se a ser feliz! Relembre que o motivo de toda caminhada é Jesus e como Santa Clara de Assis diz “Não perca de vista seu ponto de partida” Não perca de vista o Cristo que vive em você!


A vida oferece um leque imenso de oportunidades e opções. Não importa qual a sua opção, seja a via religiosa ou laical, elas só serão boas escolhas se o caminho a ser percorrido te faça feliz e faça feliz aos seus. Pois esse é o grande desejo de Deus, que é que sejamos felizes com nossas escolhas desde que Ele seja sempre o nosso ponto de partida e o nosso ponto final. Atreva-se em ser feliz! Atreva-se a viver sua vocação! Atreva-se a Amar! Pois como foi dito antes nossa vocação é o Amor. Deus é Amor e ninguém nunca vai nos tirar de sua presença. Paz e Bem!

Compartilhe:

Postar um comentário

 
Copyright © Colégio Franciscano Sagrada Família. Designed by OddThemes