Maternal: A importância de um bom começo

Adaptação de Carla Rodarte 
Coordenadora Pedagógica do Colégio Franciscano Sagrada Família



Aprender  a  lidar  com  o  ambiente  escolar,  onde  as  atividades  são  estruturadas  em  módulos  de  tempo,  não  é  tarefa  fácil  para  crianças  pequenas.  Elas  precisam  de  ajuda  para  perceber  que  na  escola  existe  hora  para  cada  atividade”.

É  importante  que  as  crianças  se  organizem  no  dia-a-dia  escolar,  localizando-se  no  tempo  e  no  espaço.  Daí  a  necessidade  de  a  professora  estabelecer  uma  sequência  de  atividades  que  caracterize  a  rotina.

Uma  rotina  bem  organizada  orienta  a criança,  fazendo  com  que  se  sinta  mais  segura,  ajuda  a  desenvolver  valores  como  responsabilidade,  cooperação  e  disciplina,  além  de  contribuir  para  a  estruturação  do  pensamento  e  a  construção  da  noção  espaço-temporal.

Quando  começar  a  organização  das  atividades?
Passado  o  período  inicial  de  adaptação  à  escola,  a  partir  do  momento  em  que  as  crianças  já  conseguem  ficar  mais  tempo  em  sala,  concentrando-se por  um  período  maior  nas  atividades,  é  hora  de  começar  a  estruturar  uma  rotina  de  trabalho,  organizando  o  espaço  e  as  ações  dentro  e  fora  da  sala  de  aula.  Essa  organização,  ou  planejamento  das  atividades,  acontece  diariamente  na  “  rodinha  inicial”.

Como  organizar?
Deve-se  criar  uma  forma  de  organizar  e  registrar  o  trabalho,  que  seja  significativa, atraente,  diversificada  e  de  fácil  compreensão,  para  que  toda  a  turma  participe  da  atividade  de  planejamento  inicial  do  dia.

Além  de  decidir  sobre  a  forma  de  fazer  o planejamento  do  dia,  é  importante  que  a  professora  escolha  um  bom  local,  ao  alcance  das  crianças,  para  expor  o  registro  da  rotina,  pois  elas  gostam  de  consultar,  apontar,  mostrar  o  que  já  fizeram,  qual  será a  próxima  atividade  e  contar  quantas  atividades  faltam  para  a “ hora  de  voltar  para  casa”.

  • Usando  objetos  que  simbolizem  as  atividades:
Esta  é  uma  boa  forma  de começar  o  trabalho  de  organização  e  registro  da  rotina,  pois  fica  mais  concreto  para  as  crianças.

Para  introduzir  o  assunto,  pode-se  inverter  a  sequência  do  processo,  ou  seja,  começá-lo  no momento  de  revisão  e  avaliação  do  dia,  no  encerramento  das  atividades.  No  final  da aula,  ao  fazer  a  avaliação  do  dia,  ir  lembrando  todas  as  atividades  que  fizeram.  Essa  retrospectiva  dos acontecimentos  ajuda  o  desenvolvimento  da  reversibilidade,  da  memória  e  a  compreensão  da  sequência  de  tempo.

1)  Colocar,  antes,  no  centro  da  roda,  objetos  que  representem  as  atividades  feitas  no  dia,  e  outros  objetos  que não  as representem:  pá  de  areia,  bola,  corda,  pincel,  giz  de  cera,  colher,  livro  de  história,  sabonete,  etc.  Propor,  então,  um  desafio:  quem  consegue  se  lembrar  de  tudo  que  fizeram  na  escola  naquele  dia?

2)  À  medida  em  que  as crianças  forem  falando,  pedir  a  uma  delas  que  vá  ao  centro  da  roda  e  pegue  um  objeto  que  usaram  para  fazer  aquela  atividade,  colocando  os  objetos  em  fila,  seguindo  o  que  as  crianças  forem  lembrando,  sem  se  preocupar,  no primeiro  momento,  com  a  sequência.  O  desafio  de  tentar  ordenar  os  fatos  do  dia  poderá  ser  proposto  no  final.  A  professora  pode  explorar  vários  conceitos  matemáticos  nessa  atividade ( primeiro,  último,  antes,  depois,  quantidade).

3)  Pode-se  fazer  também  uma  votação  das  atividades  preferidas,  com  contagem  de  votos,  construção  de  gráficos,  etc.  No  dia  seguinte,  os  objetos  são  apresentados  já  colados  cada  um,  em  uma  ficha  de  papel  cartão.  Objetos  grandes  devem  ser  substituídos  por  miniaturas.  Por  exemplo:  bola  de  ping-pong  para  representar  jogos  com  bola,  colher  de  brinquedo  para  representar  a merenda,  pedaço  de  corda,  pandeiro pequeno  de  brinquedo  para  representar  aula  de  música,  etc.  Os cartões  podem  ser  fixados  num varal,  colados  no  quadro  ou  organizados  num cartaz  de  pregas.

É  interessante  ir  construindo  cada  dia  novos  cartões  junto  com  a  turma,  ouvindo  sugestões  sobre  que  objeto  usar  para  representar  alguma  atividade  ainda  não  registrada,  até  que  todas  as atividades  feitas  na  escola  tenham  seu  registro  próprio.

4)  Na  dificuldade  de  encontrar  um  objeto  que  represente  determinado  momento  do  dia,  pode-se  substituí-lo  por  gravuras  ou  desenhos. Por  exemplo,  para  simbolizar  a  hora  da  saída,  pode-se  desenhar  uma  mão  representando  a  despedida,  ou  colar  gravura  de  uma casa.
Ao  começar  o  dia  e planejá-lo  junto  com a  turma,  é  importante  ser  flexível  e,  quando  possível,  ouvir  sugestões  quanto  à  troca  da  sequência  de  atividades,  ao  tipo  de  material  a  ser  usado  no  pátio,etc.

  • Usando  fotografias  ou  desenhos  das  crianças:
Usar fotos  da  própria  turma  e  colá-las  em  cartões  também  é  uma  ótima  idéia.  Deve-se  fotografar  todos  os  momentos:  hora  da  chegada,  hora  do  banheiro,  recreio,,  hora  do  faz  de  conta  etc.

1) É  importante  plastificar  os cartões  para  conservá-los,  pois,  serão  muito  manuseados  pelas  crianças.  As  crianças  adoram  ver-se  nas  fotos,  identificando  os colegas  os  locais  e  os  professores.
Esse  material  pode  ser  usado  nas  reuniões  de  pais,  para  ilustrar  a  dinâmica do maternal.

2)  À  medida  em  que  os  desenhos  das  crianças  vão  ganhando  forma  mais  definida  e  as  garatujas  tornam-se  identificáveis,  pode-se  pedir  aos  alunos  que  desenhem  cada  um  uma  atividade  feita  na  escola,  colar  em  cartões,  plastificar  e  usá-los  no  varal  de  planejamento  do  dia.

3)  Tão  importante  quanto  o planejamento  inicial  das  atividades  do  dia  com  a  participação  da  turminha  é,  ao  final  do  dia,  fazer  uma  revisão  coletiva  da  rotina,  conferindo  se  a  sequência  planejada  foi  realmente  cumprida,  conversando  sobre  o  motivo de  alguma  alteração,  avaliando  o  dia,  a  participação  ou  contribuição  de  cada  um,  o  que  fizeram  com  maior  prazer  e  alegria,  ouvindo  sugestões  da  turma  para  o  próximo  dia  e  avaliando  também  a  professora,  como  foi  seu  trabalho  e o  que  pode  ou  necessita  ser  alterado.

Um  trabalho  assim  começado,  será,  com  certeza,  o  primeiro  passo  para  uma  vida  escolar  significativa,  saudável  e  proficiente.
E  toda  caminhada  começa  com  o  primeiro passo...

Andréa  e  Rosamaria  Calaes  de  Andrade

Compartilhe:

Postar um comentário

 
Copyright © Colégio Franciscano Sagrada Família. Designed by OddThemes